Vista panorâmica da cidade de Québec

quarta-feira, 11 de março de 2015

A primeira semana em Montreal - Documentação e biblioteca

Olá, Diário,

Montreal de cima
Como todo recém chegado, corremos muito em busca de informações, documentos, banco, transporte público, comida e tantas outras coisas fundamentais para a nossa sobrevivência.

Chegamos as onze da manhã do dia três de  março com temperatura média de menos onze. 
Ventava bastante e encontramos ainda muita neve nas ruas e uma mistura de branco e cinza. Fomos logo para o studio que alugamos, demos uma volta no quarteirão sob um frio e vento que assustaram.

Dividimos cada dia com pelo menos dois compromissos, e escolhemos os lugares mais próximos para não perdermos muito tempo em deslocamento.

Primeiro nós fomos a nossa agência HSBC McGill para desbloquearmos os nossos cartões de crédito e termos o nosso primeiro encontro com nosso gerente. Demoramos bastante na agência mas saímos satisfeitos de lá.

Precisamos nos locomover bastante, então compramos passagens para um mês, o que nos custou oitenta e dois dólares para cada, parece muito mas é preciso lembrar que poderemos usar metrô e ônibus por toda a ilha e várias vezes por dia durante o mês. Acho que dá direito a outras coisas também mas ainda vou pesquisar a respeito.

Demos entrada no cartão da Assurance Maladie. Entramos numa fila bem grande, esperamos pelo menos uma hora para sermos chamados num guichê, preenchemos um formulário, mostramos nossos passaportes e esquecemos de novo o contrato, que seria o nosso comprovante de residência....ok, a moça falou que poderíamos enviar via Fax e tava tudo certo. Nossos cartões tem um prazo de até sessenta dias para chegar. Ali mesmo tiramos uma foto para a carteirinha, sendo 10,38$ cada e fomos até o Centre Service Canadá para tirarmos o NAS (Número d'Assurance Sociale)


Dicas:

1. A ordem dos fatores não altera o resultado, tá? Tanto faz você ir no Assurance Maladie ou no NAS primeiro.
2. Observem bem o endereço para não se perderem e olhem no mapa do metrô em que estação você deve descer, pois perdemos muito tempo porque não sabíamos para que lado ir e acabamos indo para o lado oposto da avenida;
3. Lembre-se que o Assurance Maladie fica do lado Oeste e para ir fazer a inscrição para a Francisação fica no sentido oposto da Avenida, ou seja, leste;
4. Dá pra ir andando entre todos estes lugares e se você tiver disposição e sorte conseguirá ir nos três lugares andando, são pelo menos uns dez minutos entre um e outro. 


Endereço:
Assurance Maladie 
425 Boulevard de Maisonneuve O #300,
Montréal, QC H3A 3G5
Telefone:(514) 864-3411
Fica em um prédio no terceiro andar.
Centre Service Canadá
Guy-Favreau Complex, Suite 034
200 René-Lévesque Boulevard West
Montréal, Quebec 


Já conseguimos fazer a nossa inscrição na Francisação, na verdade preenchemos um formulário com endereço, número de NAS, passaporte e algumas poucas perguntas e fomos informados que receberemos uma carta  em até duas semanas.
No entanto, hoje uma moça nos ligou marcando as nossas avaliações, que acontecerão ainda esta semana.

Endereço:
Direction générale des services de participation et d’inclusion 
800, boulevard De Maisonneuve Est, 3e étage, bureau 301
Montréal (Québec)  H2L 4L8


Passamos pela Biblioteca de Montreal (BANQ) e já fizemos os nossos cartões. É bem importante para aqueles que querem estudar e ter acesso a livros, internet, CDs e todo tipo de mídia, informação e suporte para te auxiliar nos estudos. 

Endereço:
BANQ
475, boulevard De Maisonneuve Est
Montréal (Québec) H2L 5C4
Téléphone : 514 873-1100 (région de Montréal)
ou 1 800 363-9028  (d'ailleurs au Québec)
Télécopieur : 514 873-9312
Heures d'ouverture
Le lundi : fermé
Du mardi au jeudi : de 10 h à 22 h
Du vendredi au dimanche : de 10 h à 18 h

Dicas

1. Para fazer o cartão basta o passaporte e comprovante de residência. 
Mas no momento em que a moça iria fazer o meu cartão eu não possuía um comprovante de residencia em meu nome, pois o contrato de aluguel só está no nome do meu marido, isso por que não basta ser casado e morar debaixo do mesmo teto, aqui no Canadá os dois cônjuges precisam ter comprovantes de residência separadamente, ou seja, vamos incluir no contrato o meu nome, porque vai que em outra situação também peçam, né?
De todo modo, como eu tinha o endereço no meu NAS, foi o bastante para servir como comprovante, portanto, se você ainda não tirou seu NAS e quer fazer primeiro seu cartão na Biblioteca terá que ter um comprovante de residencia em seu nome;
2. Ela te dará um cartão e uma senha pessoal em um pedaço de papel, lembre-se de guardar com cuidado.

Nesta primeira semana mesmo com o frio que estava fazendo, resolvemos não comprar roupas já que estamos na reta final do inverno, vamos esperar as promoções, hehehe.
As roupas que levamos usamos em outras viagens em lugares com neve e muito frio, mas mesmo assim estamos reforçando com camadas de blusas e calças. Já os sapatos, nós tínhamos duas botas da Timberland que tem quebrado o galho até agora, o segredo é economizar.



Por falar em economizar, fomos ao supermercado aqui perto e levei um susto com os preços.
Eu sei que não é o ideal você ficar fazendo o câmbio toda vez que comprar, mas pra nós que ainda gastamos em reais é impossível não comparar valores e, sendo bem sincera, eu achei os preços da comida muito parecidos com o Brasil ao transformá-los em reais, claro, deve-se levar em consideração que passei por somente três lojas e estou bem no centro de Montreal.
Nossa primeira feirinha deu uns noventa e quatro dólares e achei razoável.

Nossa primeira feirinha

A primeira feira a gente nunca esquece. Não conhecíamos quase nada e nenhuma marca. E, sinceramente, escolhemos o menor preço, kkkkkk.
Estamos provando todos os sabores e sentindo todos os aromas, no próximo post contarei um pouco destes sabores e cheiros.

Ah, nevou no primeiro dia que chegamos, a primeira neve a gente também nunca esquece.

Até o próximo post.


7 comentários:

Natalie Lins disse...

Bacana. Desejo muito sucesso para você e para todos os guerreiros imigrantes que estão recomeçando num lugar tão diferente. Boa sorte. bjs

Porcelets disse...

Muito legal. Obrigado por expor a vida de vocês aí. É a primeira vez que vocês estão em Montreal? A cidade é linda mesmo?
Abraço!

Anônimo disse...

Olá,
Estou acompanhando o seu blog, vou para montreal em julho..não deixem de postar tudoo! heheh

Abraços,
Raphael

worldcitizendiary disse...

Muito bacana ler a experiência de vocês, também sou adepto de caminhadas, pois além de conhecer melhor os lugares, já dá uma espairecida na mente, você caminha, observa mais, eu gosto muito, bacana saber desta mobilidade em Montreal, por ter os lugares próximos um do outro, bem interessante.

Giulliana Goiana disse...

Dani, sejam muito felizes nessa nova vida. Alegra-me ver que vocês estão realizando esse sonho no qual investiram por tanto tempo. Espero que ainda nos encontremos várias vezes. Beijo grande nos dois.

Diário Canadá Brasil disse...

Muito obg gente pelos desejos de felicidades.
Estamos felizes sim e muito empolgados, sobre mais impressões sobre a cidade vamos escrevendo nos proximos posts até lá!

Catherine Itusarry disse...

Que legal que já estão aí nas terras geladas. Aguardo mais posts !
Felicidades e boa sorte nessa nova vida.

abraços;
Catherine
http://meetyoutherecanada.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Alguns comentários serão respondidos por e-mail.


Linda Québec! E o Hotel Château Frontenac