Vista panorâmica da cidade de Québec

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

CSQ em mãos! Relato de entrevista e dicas

Hoje o dia está mais feliz. Estamos como quem sonha e a nossa boca se encheu de riso.
Chegamos hoje em Recife e finalmente, depois de 17 meses de envio do nosso dossiê, estamos com o nosso CSQ em mãos!!!!!!!!!!

 Obs: Já aviso que o post será longo. Contaremos sobre a nossa entrevista e algumas dicas.

Chegamos na  quinta-feira (29/11/12), um dia antes da entrevista e ficamos hospedados no Hotel Othon mesmo.
Ao chegarmos, dei de cara com o Monsier Le Blanc, que parecia esperar alguém que estava atrasado para entrevista. Ele aparentava ansiedade e andava pra lá e pra cá, saindo da sala de entrevista pro saguão durante muito tempo.

O que me fez saber na hora que seria o famoso Le blanc, foi um jeito canadense de ser, o fato de tê-lo ouvido falar em francês com um rapaz e principalmente, porque estava dentro da sala onde era anunciada como sendo a sala de "ENTREVISTA DO QUÉBEC", portanto, já conhecíamos a face do nosso entrevistador, o que amenizou a nossa aflição, pois como todos dizem, ele realmente é muito simpático e tranquilo.

Neste dia não saimos do hotel, estávamos muito apreensivos e ansiosos, daí estudamos um pouco mais e revisamos o dossiê.

No dia seguinte, acordamos cedo, tomamos o café da manhã, nos arrumamos, oramos antes de sairmos do quarto e fomos direto a sala de entrevista. Gente, o que é toda aquela sensação de nervoso???? Eu não sabia se corria pro banheiro ou corria pra Recife de vez, o fato é que não há mais nada a se fazer a não ser esperar chegar a sua hora.

Esperamos quinze minutos além do nosso horário marcado e finalmente sai o Monsier Le Blanc se despedindo de um rapaz que, apesar de bastante suado e vermelho, parecia feliz.

Logo Le Blanc se dirigiu a nós com um sonoro "Bonjour" e entramos na sala. Nos indicou os nossos assentos e rapidamente posicionou-se em seu computador. Leu nossos nomes e perguntou a data de nosso nascimento.Logo depois pediu nossos documentos de identificação, incluindo as nossas certidões de nascimento, perguntou sobre nosso estado civil e solicitou a certidão de casamento. Enquanto pedia traaanquilamente os documentos, ele conferia as informações no computador, nos papeis que enviamos no dossiê e nos originais que apresentávamos.

E daí decorreu assim, ele pedia os documentos e nós os fornecíamos: Diplomas, certificados, históricos, declaração de trabalho, currículos, holerites e aí uma surpresa, ele pediu o imposto de renda do meu marido, e ok, nós tínhamos, ele conferiu página por página e tudo certo. O meu marido é autônomo, da área de T.I. e presta serviço a uma empresa a muitos anos, achamos que haveria mesmo a possibilidade dele nos pedir o imposto de renda, por isso nos tínhamos preparamos.

Enquanto Le Blanc olhava os documentos meticulosamente, ele também carimbava as fotocópias que ficavam com ele. Mas o que matava era o silêncio que pairava na sala enquanto ele lia e digitava em seu computador, silêncio inquietante, isso porque ficávamos imaginando: "Não pode ser tão fácil assim, onde estão todas aquelas perguntas?".

Foi quando repentinamente ele se voltou para o meu marido e perguntou em inglês, quais as razões que o motivaram ir para o Canadá? Olhei pro lado e vi que o maridinho respirou fundo e como quem diz "Essa eu sei!" botou pra falar, falou tanto que o Monsieur Le Blanc precisou emitir alguns OKs pra que ele parasse, então aproveitei e complementei em francês que a arquitetura de Québec também me encantava, ele arregalou os seus olhos azuis e focou as perguntas em mim. "E a senhora, o que a motivou escolher Québec?" Pronto, era tudo o que eu queria, falei pelos cotovelos, enquanto ele digitava e concordava com a cabeça, ainda fico a pensar de onde saiu tanta coragem.

Depois disso  me perguntou se eu sabia como validar o meu diploma, e prontamente puxei um manual de instruções oficial do Ministério da Educação de Québec e expliquei com detalhes o que eu deveria fazer para trabalhar como professora. Ele gostou de saber que pesquisei e ainda deu uma dica pra minha área.

Depois disso o meu marido o perguntou sobre a relevância de outro manual que falava sobre trabalho, ele respondeu e retornou com outras perguntas: "Quantos habitantes existem em Québec?", "Qual o primeiro ministro do Québec?", "Quais as principais atividades economicas de Québec?" e "Quantos habitantes existem em Montreal?", a última pergunta ele respondeu que não sabia sobre Montreal, pois pesquisamos sobre Sainte-foy, o lugar onde pretendemos morar e daí ele aproveitou e perguntou por que escolhemos Sainte-foy, ele respondeu rapidamente e logo depois Le Blanc olhou pra mim e pediu pra que eu pegasse uma brochura que estava sobre a mesa e que falava um pouco da cultura do Québec. Eu sorri e disse que já tinha, inclusive estava na nossa pasta e mostrei, ele sorriu e apertou o botãozinho da impressora, eu pensei: "Já?! Eu tinha tanta coisa pra falar ainda".

Após o sorriso nos perguntou se tínhamos alguma dúvida, e eu, claro, o perguntei sobre os rumores de uma possível separação do Québec e Canadá depois que a Madame Pauline Marois assumiu o poder, ele  gargalhou e disse que não, era algo quase impossível de acontecer e que não se preocupasse com isso.

Quarenta e cinco minutos foi o tempo de nossa entrevista. Achei super tranquila e proveitosa. Mostramos que sabíamos o que queríamos, que pesquisamos e levamos todos os documentos necessários.

Nos levou até a porta, nos cumprimentou e se despediu.

Nós ficamos no mesmo hotel até o domingo e, volta e meia, cruzávamos com o Daniel Le Blanc no hotel quando íamos ou voltávamso de algum passeio. Ele sempre abria um sorriso com um bonjour ou bonsoir.

Como todos dizem, ele é uma pessoa serena e tranquila, mas vale salientar que isto não significa que você não precisa estudar ou pesquisar, pensando que será moleza, vou logo dizendo que o francês dele é carregado de sotaque e se você não estiver com seus ouvidos adaptados poderá se enrolar durante as perguntas, portanto aí vão algumas dicas:
1. Confira e leve toda a documentação necessária, organize-a em uma pasta de modo fácil de localizar e retirar;

2. Faça uma refeição leve no dia da entrevista;
 
3. Seja pontual;
 
4. Tente não decorar respostas mas traçar idéias, para não passar a impressão de artificialidade;
 
5. Se possível chegue um dia antes da entrevista para evitar surpresas com vôos e transito;
 
6. Dê preferência a hoteis próximos. Quanto mais próximo, melhor.

Para quem for se hospedar no Hotel Othon de Salvador:

1. As refeições dentro do hotel são muito caras. Vá a uma galeria que fica embaixo de um apart hotel, bem ao lado do othon, lá tem uma cafeteria, um self-service e uma pizzaria. Os preços são bons e o local tbm. Se você gosta da subway e água de côco, vá mais pra frente, depois do apart hotel e encontrará;
 
2. O ônibus que sai do aeroporto demora de 40 a 50 minutos pra passar, não tem ar-condicionado e custa 2 reais e 80 centavos.
 
3. Taxi é caro e no mês dezembro a qualquer hora é cobrado na bandeira 2, portanto de olho nos preços e passeios;
 
4. Por falar em passeio, se você estiver disposto, com tempo e dinheiro vale a pena fechar passeios com uma agência que fica dentro do hotel chamado prive tur, nós gostamos bastante;
 
5. Sugerimos o restaurante 'barra vento' que fica no farol da barra. O preço é razoável, o atendimento excelente e a comida formidável.
 
6. Vá ao shopping salvador e assista um filme legal, as salas de cinema são novas e muito boas (a pipoca é ótima).

Ah, eu gostaria de mandar um abraço para um casal que conhecemos lá no Hotel e que também ganharam o CSQ. Eles também são de Recife e espero que fiquemos mais próximos agora.

Espero ter ajudado e até o Processo Federal! Já estamos preparando a papelada, mas isso fica para um próximo post.


18 comentários:

M e H disse...

PARABÉNS!!!!!!!!! QUE ALEGRIA! Imagino a felicidade de vcs, depois de tanto tempo esperando! Agora corre pra etapa federal e vamos torcer para que ela passe bem rapido :)
abraços
Monique

Allons Y disse...

Olá!

Parabéns pelo CSQ e muito obrigado pelo relato!!! Ainda estamos no início do processo (falta o IELTS p/ enviarmos os docs) e estas informações são valiosíssimas para nós!

Allons-Y!
http://www.allons-y.cc

Canadá sem Limites disse...

Parabens pelo post e pelo CSQ! Sucesso para vcs.
Robson

Igor (Projeto Canada 2012) disse...

Acho que na nossa entrevista ele fez poucas perguntas, nada dessas sobre economia,habitantes etc... eu acabei mais puxando assunto mesmo, falei da experiencias profissionais, como validava meu diploma, atividades de lazer do quebec essas coisas. Mas foi um período longo e tenso rs

Anônimo disse...

Olá !

Parabéns pelo post, pelo blog!!!
CSQ mais que merecido !

Abraço!
Cris

Casal Canada disse...

Estava a tempos na espera deste seu post.
Csq mais que merecido

Parabéns mesmo :-)
Nos vemos no Canadá

Abraços
Fernando

quebecquando disse...

Oi, gente!!

Parabéns pelo CSQ! Vocês merecem! E eu sabia que vocês se sairiam super bem na entrevista, inclusive com essa sensação de "é só isso?" Depois de tanto tempo esperando vocês já sabem TUDO sobre o Québec! Hehehe...

E vocês já podem dar entrada no Federal agora? Ou tem que esperar reabrir ano que ve?

Beijos,
Lidia.

Carolina et mon chum disse...

Parabéns!!!!

Diário Canadá Brasil disse...

Obrigada gente!!!!!!!!!
Estamos muito feliz e vcs fazem parte dessa história!!!

brazucoise disse...

Parabéns e Boa sorte no Federal...
Abração
Nilian

Henrique disse...

Parabéns! Eu irei tb pra Quebec ou alguma outra parte do Canada. Estou me preparando pra isso. Mas só darei entrada daqui a uns 4 anos e até lá estou me preparando em todos os sentidos. O mais importante é não sair do foco. Como estou começando minha formação agora, porém já tenho experiencia de trab... Sucesso.

Familia Marcondes disse...

Parabéns!! Demorou mas chegou! Logo serão os vistos. Que tudo dê muito certo no processo de vocês.
Abç,
Fernanda

Anônimo disse...

Parabéns pelo CSQ. Nós recebemos o nosso no na segunda (03/12) e também ficamos no Othon.
A nossa entrevista começou meia hora mais cedo e durou uma hora e meia, mas ele não nos perguntou nada sobre a economia, habitantes, etc. Só o porque o Québec.
Flávio e Rebeka.

Diário Canadá Brasil disse...

Valeu, valeu, valeu!!!!!!!!!!!!!!!!

Camila Arvani disse...

Parabéns, este e só o início de uma linda jornada, rumo a felicidade.

Voceis poderiam me ajudar e esclarecer algumas dúvidas. eu e o meu esposo pretendemos começar o nosso processo de imigração em março/13.eu sou professora e gostaria de trabalhar como professora em Montreal, você poderia me passar algumas dicas por e-mail? e se possivel ate o dia de monsier le Blanc ?
Desde já, antecipadamente meus agradecimentos,
Segue o meu e-mail e blog

email: camila.arvani@gmail.com
blog: http://destinomontrealca.blogspot.com.br/

Diego Sampaio disse...

Também fiz minha entrevista no dia 03 de dezembro e foi super tranquilo :) Nao demorou 30 minutos.
Agora gostaria de uma ajuda referente ao documento que precisa para enviar o federal. Favor quem tiver melhores informacoes enviar para diegosouzasampaio@gmail.com
Merci,
Boa sorte a todos que aguardaram e que aguardam pelo CSQ ! \O/

Cezane Silva disse...

e quem ñ sabe inges???

Diário Canadá Brasil disse...

Cezane,
Não entendi exatamente a pergunta.
Quem nao sabe inglês?
Bem, se vc se refere a parte da entrevista em inglês, meu marido declarou saber inglês na doc enviada ao BIQ, portanto o entrevistador deve "conferir" toda e qualquer tipo de info e por isso parte da entrevista foi em ingles, se vc n fale inglês, n declare q sabe nos docs q enviar ao BIQ.
Simples assim.

Postar um comentário

Alguns comentários serão respondidos por e-mail.


Linda Québec! E o Hotel Château Frontenac