Vista panorâmica da cidade de Québec

quinta-feira, 15 de março de 2012

Ah, se arrependimento matasse...Expectativas do Processo Québec

Ah, se arrependimento matasse...

O Processo de imigração por Québec está cada vez mais enrolado, complicado e misterioso.

Não temos informação concreta e definitiva acerca das etapas e prazos que soma-se a muitas outras informações terroristas desencontradas em sites de notíciais, jornais canadenses, blogs e fóruns, com isso posso afirmar que este Processo é uma icógnita, fala-se inclusive de descartar processos mais antigos para dar prioridade aos mais novos.

Diante disso, me arrependo profundamente de ter comentado com algumas poucas pessoas sobre a nossa intenção de imigrar.
Para quantas pessoas você já falou sobre a sua intenção de imigrar?
 
A verdade é que só divulgamos para os nossos pais e irmãos e alguns poucos amigos, também falamos com os nossos patrões, porque precisávamos de uma carta de recomendação e aí não teve jeito.

Os nossos pais foram informados e com um pouco de resistência engoliram a história, nossos irmãos desconfiados, não acreditaram muito na idéia. Nossos primos e tios não foram comunicados, ou seja ninguém sabe além dos nossos pais e irmãos na família (e olha que a nossa família é bem grande).

Com relação ao trabalho, foi tranquilo para nós dois. Eu sou professora e minha diretora aceitou tranquila e só me pediu que avisassse quando tudo estivesse mais encaminhado. O patrão do meu marido depois de um susto, entendeu numa boa e pediu que o deixasse a par do processo.

Aos "amigos", contamos para poucos, posso contar nos dedos os que sabem e para nossa surpresa descobrimos quem de fato era amigo e colega apenas. Encontramos resistencia em alguns, incredulidade em outros, felicidade em poucos.

Enfim, nossos pais não tocam no assunto por medo de ouvirem um adeus repentino,  nossos irmãos (total de 5) perguntam sempre: "E aí, quando vocês vão embora?" Nossos chefes nos olham desconfiados achando provavelmente que somos uns bobos sonhadores, nossos amigos perguntam se vamos esperar para termos um filho no Canadá (...)

Pois é amigos, se arrependimento matasse, já estaria enterrada, cremada provavelmente.
Me arrependo sim de ter contado para os nossos "amigos" e para os nossos pais e irmãos, quanto aos nossos patrões, não tinha jeito mesmo, mas bem que eu poderia ter falado de um jeito mais desesperançoso, do tipo: " É algo que não sabemos se dará certo, provavelmente nem iremos, ou é quase impossível", pois assim não criaria expectativas no coração de ninguém, nem teríamos que estar no justificando a cada pergunta ou olhar desconfiado.

Fica então a deixa para os que estão no início do processo ou mesmo aqueles que estão no processo federal aguardando exames médicos e o visto, NÃO COMENTE NADA SOBRE O SEU PROCESSO, e não é por medo de olho grande não tá, mas o mais sábio é aquele que ouve e não o que muito fala.... (Tiago 1:19).

Falo isso pra que você, assim como eu, não se arrependa depois.

16 comentários:

Ana disse...

Oi gente, eu sei como vocês se sentem... Na empolgação do início do processo, em uma roda de amigos em que todos falam dos seus planos pro futuro é difícil não revelar o que estamos pretendendo. Nós contamos para praticamente toda a família, reforçando que ainda é um tanto sigiloso para pessoas de fora, e para alguns amigos mais próximos. Eu acabei contando tamém pras pessoas que trabalham no meu setor da empresa (4 pessoas) e disso me arrependo. Nunca se sabe quem é amigo e quem é colega, e apenas com o tempo dá pra perceber aqueles que realmente torcem por ti. Minha sorte é que nunca mais toquei no assunto e essas pessoas também não perguntaram mais.... Mas se eu fosse dar conselhos a quem está entrando agora seria de contar apenas pra família. Amigões aí incluídos.

abraços,
Ana.

Filipe Moreira disse...

Isso é muito complicado mesmo...

Aos poucos que sabem da minha intensão de imigração, já é um tititi danado, e desnecessário...

É um povo querendo tomar rédeas de nossas próprias vidas, chefes que começam a tirar responsabilidades porque sabem que uma hora iremos embora, etc...

Acabamos contando para termos um pouco mais de apoio, mas no fim das contas, as reações são muito contrárias e desmotivadoras.

Também passo por isso muitas vezes, e claro, não repetiria se pudesse voltar atrás.

Abraços!

Casal Canada disse...

(marido) pelo menos vcs contaram para poucas pessoas. E eu que contei pra todo mundo que eu conhecia?
Mas não se arrependam, digam que não sabem de nada e que o processo sofreu mudanças. Mostrem orgulho pelo Brasil e quando tudo estiver ok é só dar a noticia.
Boa sorte, abraços

Doug Ramsey disse...

Uma pena que vocês estejam enfrentando esse tipo de chateação... mas concordo, melhor às vezes não falar nada ou, pelo menos, falar como uma possibilidade remota.

Boa sorte!
Doug
http://jornadaparaonorte.blogspot.com

Ca e Ca no Ca-nada disse...

Olá!
Pois é, sabemos bem o que vocês querem dizer com isso. Também logo no começo contamos apenas para pais e irmãos, depois contamos para nem uma mão Os pais não tocam no assunto, e como nós também nunca comentamos mais nada, percebemos que eles preferiram acreditar que mudamos de ideia e acabamos desistindo.
Quanto aos amigos, esses sempre perguntam e assim como nós, não entendem toda essa demora...
Pretendo criar um post sobre esse assunto no nosso blog e gostaria de saber se podemos mencionar o blog de vocês por lá.
Desejo força, paciência e esperança para que continuem firme e forte diante de toda turbulência. A bonança virá no final....
Abraços,
Camila

Apoema disse...

O Jhonny comentou um pouco sobre isso em seu último post (http://demandezpoursortir.blogspot.com/2012/03/vergonha.html), falando mais da vergonha que sente com essa demora e com relação às pessoas que perguntam "qdo???".
Eu contei para minha família ainda no ano passado, e, isso acabou parando em todos os níveis de parentes que existe!!!
Em final de janeiro, eu e uma irmã minha, resolvemos alugar uma chácara na cidade dos meus pais e fazermos um final de semana de churras, sem nada especial a comemorar. E não é que fizeram uma homenagem pra mim e um vídeo despedida!!!Com isso, essa demora e falta de prazo me deixaram pior ainda!
Nossos amigos ficaram sabendo mais no final e início do ano, pq esperávamos imigrar até abril e decidimos deixá-los a par, porém, isso não ocorrerá e tem alguns que brincam que a gente não vai mais. E o pior que não sabemos qdo alguma coisa acontecerá e nem mesmo, se iremos mesmo!!!
Meu marido largou o MBA dele, pq não daria tempo de terminar e, hj, daria:( Eu parei a vida.
Nossos empregadores são os que ainda não sabem, só falaremos qdo estiver tudo certo.
Depois da minha sessão de terapia, na semana passada, decidi desencanar e se alguém pergunta só aviso que houve mudanças no processo e está tudo indefinido, assim, não perguntam. Tb decidi ir fazer minhas coisas e tentar me esforçar mais no francês (difícil!), pra chegar mais preparada lá. Às vezes cogito até pegar as férias desse ano (é, pq, pelo jeito, dará pra tirar férias novamente....) e ir fazer um curso de imersão, pra poder estudar um pouco de inglês depois, mas só qdo o francês estiver bem razoável.
A gente sofre, mas seu que Deus é onisciente e tudo está nas mãos dele. Eu, por meu lado, oro e espero:)
Sorte para nós!!!
Abraço!

Anônimo disse...

É uma pena que o processo de vocês esteja nesta situação, mas tenho CERTEZA que tudo tem um bom motivo e quando tudo finalmente sair.... digam a esses peguntandores que vocês estão de viagem marcada para a realização de um sonho.

Hoje, não deem bola para essas perguntas, porque muitas vezes, são pessoas com muita inveja e querem estar no LUGAR de vocês.

Boa sorte

Diário Canadá Brasil disse...

Pois é gente,
Eu realmente imaginei que outras pessoas tbm estivessem passando pela mesma chatisse, a de ter sempre alguém desconfiada e incrédula quanto ao seu processo, então resolvi falar sobre isso e alertar àqueles que ainda não divulgaram a sua intenção de imigrar.

O bom mesmo é ficar em silêncio, especialmente neste processo louco que tem sido o de Québec.

Obg pelos comentários.

Igor (Projeto Canada 2012) disse...

É é triste mesmo.... eu não tenho animo para pesquisar mais nada sobre o canada já estamos a 6 meses sem noticia alguma.
Ando desanimado de estudar francês... pq na real não sei o que vai acontecer... mas o jeito é esperar.

Fabi e Le + 2 disse...

É por essas e outras que decidimos NÃO contar para quase ninguém, incluindo familiares ...
Uma pena tudo isso estar acontecendo, mas qdo se entra em um processo desses vc nunca tem 100% de certeza do resultado final, aí chegamos a conclusão que qto menos pessoas soubessem de nossos projetos menos ????? questionamentos teríamos pelo caminho ... imigrar já é um processo "delicado" por si só (experiência própria), se muita gente fica envolvida tudo se complica.

Bom, boa sorte a todos !!!

Anônimo disse...

Venho compartilhar a minha espera com vc tb. Pegamos a pior fase dessa etapa provincial mas vamos em frente que um país muito melhor nos aguarda. Chegar ao paraíso nunca foi fácil. Vc n deve ficar assim, no final, quem realmente conta é vc, quem realmente liga e DEUS, mais ninguém. Todo dia,homeopaticamente, eu entro no seu blog para saber de alguma novidade, leio as atualizações de outros blogs que estão aqui. É a vida, não podemos fazer outra coisa se não esperar. Um dia isso sai, alcançaremos nossos objetivos e por fim ficarão nesse fim de mundo chamado Brasil, os incrédulos, os críticos, os falsos amigos, os negativistas. Lembras do nosso amigo L. que esperou 15 meses na federal e em novembro aportou em Montreal felicíssimo da vida? Ele está muito feliz da vida... veulliez-vous patienter car notre heure va arriver!!!
Att,
Ghost.

Ana . disse...

Nem me fala, tb me sinto constrangida diante da minha família e amigos, eles ficam me questionando se irei mesmo, é bem complicado. Sem falar de outros problemas que surgiram por alteração do cronograma, precisava renovar meu aluguel, etc.

Anônimo disse...

Olá, não sei se eu vejo as coisas sempre pelo lado positivo, mas eu e minha esposa contamos para todo mundo que conhecemos e não me arrependo disso. Descobrimos que tem um casal de primos que também estão indo, no meu trabalho ao invés de me dar menos responsabilidade me deram mais, aliás a impressão que eu tenho é que as pessoas tentam me ajudar =D Na família a maior parte me incentiva a ir pois sabem dos problemas que temos no Brasil e eu particularmente não ligo para os poucos que falam negativamente pois estes já falam negativamente sobre outras coisas também. Enfim, acho que tem casos e casos, mas como sou uma pessoa muito aberta, eu não tenho tido problemas em contar para as pessoas sobre minha decisão.

Nossa Terra Prometida disse...

Entendo PERFEITAMENTE o que você escreveu!!! Por, mim poderia copiar e colar lá no blog, porque é exatamente como eu penso. Inclusive sobre o filho no Canadá, rsrsrs!
Aqui contamos só para os pais e irmãos (que muitas vezes não seguraram a notícia e aumentaram POR CONTA PRÓPRIA o número de pessoas que sabem sobre o processo) e alguns poucos amigos.
O mais engraçado é que diante de toda essa demora e falta de notícias, as pessoas já estão desacreditadas. E como você descreveu, nos achando dois bobos sonhadores.
O pior é a famosa frase "e quando vocês vão para o Canadá?". Até da nossa dentista já ouvimos isso.. Afff, como é chato! E como eu me arrependo! Agora eu entendo quando minha vó falava da "boca de siri".
Mas é isso... Vivendo e aprendendo!!! É só mais uma frustração que temos que lidar durante esse processo...
E que Deus nos dê muita graça!!!
Beijos querida!

Claudia disse...

Nossa. O que vcs falaram pra essas pessoas? Que estavam indo pra Marte? :D

Migrar é algo tão natural, tão normal. Milhares de brasileiros migram todos os anos. Acho que somos o povo que mais anda por esse planeta.

Não se deixem levar pelo pessimismo e falta de visão de uns poucos. Muitas vezes, são pessoas que não se mudariam para uma outra cidade, há alguns quilômetros de distância.

É uma pena. Morar em outro país é uma experiência incrível, algo que muda a pessoa pra sempre.

Boa sorte!

M e H disse...

Nossa.. eu estou super arrependida de contar pra conhecidos e familiares agora estou pagando por isso tudo.
Se eu pudesse voltar atras acho q não teria contado para ninguem... apenas comentaria quando estivesse na fase final do processo..
Mas... agora é arcar com as consequencias e tentar aguentar as perguntas sobre a demora do processo, brincadeiras q nessa altura do campeonato nos deixam cada vez mais magoados, sensiveis e irritados ao mesmo tempo...
O jeito é respirar fundo e continuar esperando tudo isso acabar.
Tudo de bom pra vcs! Que Deus abençoe

Postar um comentário

Alguns comentários serão respondidos por e-mail.


Linda Québec! E o Hotel Château Frontenac