Vista panorâmica da cidade de Québec

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

O Brasil ainda vale a pena?


Imigrar todo mundo sabe que não é fácil e nem barato.

Deixar a família, os amigos, o conforto da sua casa, seu emprego, vender tudo e resumir toda a sua vida em quatro malas é algo realmente desafiador, mas lendo tantos blogs e diários alheios percebo que mesmo diante de muitas dificuldades financeiras,emocionais e psicológicas, mesmo com a economia crescendo e com mais oportunidade de emprego, retornar ao Brasil ainda não é a opção da maioria.


Seja no inverno atolado na neve ou a quilometros de saudade da família, a esperança perdura nestes imigrantes brasileiros, e por que será?

Será que voltar ao Brasil ainda vale a pena?

Eu ainda não cheguei no Canadá, tampouco passei pelas dificuldades que tantos outros passaram, mas falo do que não suporto mais neste país.

Noticiários de corrupção, assaltos cada vez mais audaciosos, burocracia que mata, centenas que morrem todo ano e carros que boiam nas cidades devido a chuva, fraudes, leis que só servem pra pobre, impunidade, professores desvalorizados e educação surreal, flanelinha, trânsito infernal, buracos nas ruas (tenho todos mapeados), plano de saúde caro, programas de tv e novelas (especialmente as globais), abuso de autoridade, jovens alienados politicamente, a música "aí se eu te pego", impostos altos sem retorno do governo, insegurança em cada esquina, banco e qualquer outro estabelecimento comercial (restaurantes, por exemplo), falsos anuncios de promoção que funcionam como "pega o besta", transporte público decadente, falta de educação, respeito e cidadania de muita gente (...)

Seguem dois relatos de pessoas que podem responder a esta pergunta.

"A mente prega peças

Imigrar não e fácil, todo mundo sabe, mas por outro lado se iludir e bem facinho. Recentemente nos passamos por um momento muito ruim por conta de uma ilusão. Mais precisamente um problema pessoal. Eu explico.

Eu, Gilberto, sempre fui muito critico em relação a tudo. Critico em relação as pessoas, ao Brasil, ao trabalho e também critico de mim mesmo. Por insatisfação minha com o Brasil nos acabamos imigrando, primeiro para a Austrália e depois para o Canadá.

Também por insatisfação eu tenho “pulado” de empresa para empresa. Na minha cabeça era tudo culpa do Brasil, da empresa, do gerente, do cliente, etc. Agora, depois de ter trabalhado 10 anos com engenharia civil (no Brasil, na Austrália e no Canadá) eu sou obrigado a reconhecer que o problema e na verdade MEU.

Se fosse só isso estaria tudo bem, porem eu coloquei na minha cabeça que eu não conseguiria ser feliz profissionalmente no Canadá e que teria que voltar para o Brasil para resolver esse problema. Mas desta vez seria diferente, seria para o Sul do Brasil, para uma cidade com qualidade de vida, como Curitiba, e tudo se resolveria..."
  
Leia mais...aqui

Por que é tão difícil ter vontade de voltar a viver no Brasil?

Depois de duas semanas lendo sobre o porquê dos meus companheiros do Brasil com Z  não quererem mais voltar a viver no Brasil, decidi escrever meu texto. Em 2009 já havíamos feito uma ronda sobre “voltar ou não voltar” entre os colaboradores deste blog coletivo de expatriad@s que vivem nos mais diversos cantos do mundo… os tempos eram outros, o pessoal também, mas quem quiser conferir pode clicar aqui. Inclusive eu dei minha opinião sobre a volta e decidir escrever de novo não porque tenha mudado de ideia, mas sim porque ampliei um pouco meu pensamento.

Não vou enumerar aqui a quantidade de problemas, principalmente sociais, ambientais e econômicos que existem no Brasil, uma porque depois dessa série de posts não vale a pena repetir, outra, porque todo mundo está careca de saber que no nosso país falta segurança, falta educação e saúde pública, falta tolerância, falta tanta coisa e sobra outras mais, como desigualdades, exclusões, injustiças...

Leia mais...aqui.

11 comentários:

Ca e Ca no Ca-nada disse...

Muito bom, textos e post para refletir. No nosso caso só firma ainda mais a nossa vontade e motivos para emigrar.
Eu que já tive a chance de morar fora do país, não vejo a hora de fazê-lo de novo, mas dessa vez definitivamente.
Saudades da família e amigos (fator que mais pesa com a distância) a gente mata com visitas, skype, conversas, e-mails; a tecnologia é a maior aliada nessas horas. Agora insegurança, falta de educação, problemas com corrupção, etc, etc e etc, infelizmente não há tecnologia e acho que nem muito esforço que possa combater.
Abçs
Camila

César, Valéria, Lara e Anaclara disse...

Pra mim um dos melhores posts que li desde que comecei com o nosso blog. Parabéns.

E a vida segue...
www.calgary2012.blogspot.com

quebecquando disse...

Oi, Dani, tudo bem?

Então, eu já conhecia o blog da Glenda e esse é até um post antigo que alguém desenterrou e acabou dando fama pra ele. Eu concordo com tudo, não vejo a hora de sair desta terra e ir morar em outra mais tranquila.

Uma coisa que me chocou foi a reação que muitas pessoas tiveram ao texto da Glenda, nossa! Fiquei boquiaberta, a coitada foi agredida no próprio blog, zilhões de comentários grosseiros, ofensivos, um horror!

Daí eu fiquei pensando de onde veio essa raiva toda da menina. Ué, ela morava no Brasil, se mudou para a Espanha, se realizou e é feliz lá, qual o problema? Muita gente reagiu negativamente ao texto dela, disse que ela é deslumbrada (quase 7 anos morando num lugar já dá tempo da pessoa perder o deslumbre inicial, não?) disseram até que ela parece não ter uma "vida real" e que escreveu esse texto "de mentira", é mole? Teve até imigrante infeliz da vida que resolveu fazer paródia do texto e reclamar do quanto é ruim morar fora do Brasil...

Enfim, esse ódio todo a um texto tão bonito me fez pensar que:
1 - As pessoas tem um ódio reprimido de quem conseguiu sair do Brasil e ser feliz em outro lugar porque no fundo elas também querem se pirulitar daqui;
2 - As pessoas são burras e temerárias, fazem imigração mal-feita, vão embora pelos motivos errados, daí a integração delas falha e elas ficam amargas, botando a culpa no país de escolha, nos nativos, nunca nela própria.

Enfim, meu comentário quase virou um post, eu deveria ter escrito isso lá no meu blog! Hahahahahahaha!

Bêjão!
Lídia.

Thiago Ocampo disse...

É, está cada dia mais difícil suportar. Conforme o tempo passa e nosso reloginho pra chegar ao Canadá vai se aproximando a nossa paciência parece q tbm vai se esgotando mais rápido. Mas calma, q td vai dar certo. Nada é fácil! Abraço

Filipe Moreira disse...

Uma reflexão é sempre importante!

Creio ainda que, tudo depende do que se espera pra sua própria vida. Há pessoas que simplesmente esperam muito, outras pouco, e outras não sabem o que esperar.

Os dois ótimos artigos referênciados mostram bem isso.

Querer mudar um país pelas próprias mãos, é um nível muito alto de ambição e pretenciosismo. Infelizmente não temos voz nem possibilidade para isso aqui.

O Canadá, a Austrália, o Japão, a Espanha, são melhores que o Brasil? Vai saber... Cada um possui seu próprio sapato apertado, e sabe como resolver (ou deveria saber) seu próprio problema.

Ampliar nossa percepção de vida morando em outro país, é algo que nenhum dinheiro paga nesse mundo. Mudamos completamente nossa concepção de felicidade, e objetivos de vida. Infelizmente nem todos possuem essa oportunidade, e é este ponto que é triste.

Muitos de nós, amigos, colegas, conhecidos de blogs, companheiros de emigração, todos buscamos pela oportunidade de sair do país. Outras pessoas, não possuem essa oportunidade, ou por algum tipo de impedimento real, ou mesmo pelo comodismo enraizado em suas vidas.

Se as coisas vão mudar por aqui? Não sei... Mas eu não espero estar aqui para ver, nem viver.

Abraços!

Diário Canadá Brasil disse...

Pois é caros amigos,

Agradeço muito os comentários de vcs, afinal temos algo em comum, vontade de ir embora deste país.

É como vcs falaram, cada um tem sua propria experiencia, e sabe onde o sapato aperta, mas eu falo por mim, NÃO AGUENTO MAIS ESTE PAÍS!

As vezes tenho vontade de gritar, as vezes acho que vou dar uma banana quando estiver no avião, rsrsrsrs, desculpem-me a franqueza, mas não dá mais pra mim, estou pedindo pra sair.

Talvez eu seja uma covarde, mas sim eu sou e quero ir embora pronto, falei.

Abraço a todos e obrigada pelos ricos comentários.

Cilei disse...

Olá!
Adorei este post, é realmente uma reflexão. Só volta quem não largou ainda o famoso "jeitinho brasileiro" de ser.
Ser imigrante, começar do zero, tem que ter muita força de vontade, paciência e humildade.
Boa sorte a todos nós, futuros imigrantes!
Ótima semana.

Cadê Canadá? disse...

Convite aceito!

Muito bons os 2 textos. O do Gilberto entao... me senti um pouco dentro do que ele escreveu! Procuramos a felicidade aqui, mas acho que estava la e volto pra la e descubro que ela esta na verdade dentro de mim... muito louco isso! Acho que ainda eh cedo pra eu dizer qq coisa..1 ano! Estou engatinhando! Tenho um amigo que foi agora para o Brasil de ferias e voltou dizendo: Nos esquecemos de como eh passar horas no transito, de como eh andar com medo nas ruas...ficamos mal acostumados no Canada!
Deve ser isso mesmo! Preciso passar 1 mes de ferias por la para relembrar o porque de eu ter vindo pra ca!

Tenha uma otima semana!
CArina

Casal Canada disse...

O Brasil sempre valerá a pena, pois sempre teremos família por aqui ;)

Diário Canadá Brasil disse...

Olá,
Tem razão amigo este talvez seja o único motivo que nos faça pensar zilhões de vezes em ainda ficar no Brasil ou pensar em voltar: A família.

Doug Ramsey disse...

Excelentes os textos! Dão uma ótima reflexão, e me faz repensar várias coisas, mesmo ainda estando aqui!

Brigadão pelo post!

Doug
http://jornadaparaonorte.blogspot.com

Postar um comentário

Alguns comentários serão respondidos por e-mail.


Linda Québec! E o Hotel Château Frontenac