Vista panorâmica da cidade de Québec

sábado, 8 de agosto de 2015

A importância do trabalho voluntário no Canadá e preciosas dicas


Bom dia Diário,

Qual é a importância dada a esta atividade e os principais aspectos de um bénévole no Canadá?

Desde o curso de francisação ao curso de integração, todos falam da importância de fazermos um trabalho voluntário, até recebemos uma palestra específica sobre o tema em uma das aulas na Cegep de Vieux Montreal, para vocês terem uma idéia, seis em cada dez canadenses já fizeram ou fazem trabalhos como voluntários.

Além de todas as benfeitorias físicas, culturais ou emocionais que você fará a sociedade, o trabalho voluntário te fará conhecer melhor a cultura e o cotidiano canadense, te integrará melhor na sociedade como indivíduo, desenvolverá o nível do idioma em aquisição, melhorará teu networking, e servirá para enriquecer o teu currículo profissional, trazendo pra você sua primeira experiência canadense. Sim, eles consideram como experiência profissional.

Mas vale salientar alguns aspectos:

  • 1. Se possível, procure um trabalho voluntário em sua área profissional ou que se aproxime a ela. Isso por que se tiverem que escolher alguém para aquela atividade, com certeza darão mais crédito àquele que já tem experiência na área. Além disso, você conhecerá melhor sobre o universo de seu domínio profissional, como trabalham e poderá fazer seu networking mais facilmente, quem sabe até de voluntário a um funcionário.


  • 2. O que conta mesmo é fazer trabalho para uma instituição realmente séria, que seja reconhecida pelo governo e de preferencia sem fins lucrativos, que saiba a importância e o significado do trabalho voluntário, o que quero dizer com isso é que há empresas privadas que abrem vagas para voluntários e na verdade eles só querem mão-de-obra barata e não é esta a intenção do verdadeiro trabalho voluntário.


  • 3. Algumas funções poderá exigir de você um curso específico, como por exemplo, trabalhar como telefonista atendendo possíveis suicidas, sim, isso existe por aqui. Este trabalho exige algumas horas de curso específicos na área de psicologia, portanto saiba que existem vagas que te oferecerão gratuitamente algum curso para exercer tal função.


  • 4. Se você deseja trabalhar rapidamente como voluntário, evite se cadastrar em instituições muito conhecidas e visadas, como a cruz vermelha, por exemplo, conheço uma pessoa que se inscreveu e depois de onze meses ainda espera ser convocado. 


  • 5. Leve o seu trabalho voluntário como um trabalho de verdade, com seriedade. Nunca atrase nem falte! Isso tudo ficará marcado em seu cartão de visita. Seja sempre solicito, pergunte se precisam de ajuda e seja simpático sempre. Afinal de contas ninguém te obrigou a estar ali, você se disponibilizou para aquele trabalho, portanto faça com esmero, com sinceridade e alegria, do contrário é melhor não fazê-lo.


  • 6. O trabalho voluntário pode ou não ser de tempo integral, mas na maioria das vezes você só precisará dar algumas horas da sua vida durante a semana, o importante é se, caso se comprometa a fazer, não descumpra o que prometeu, pois cada vaga tem perfil e requesitos que precisam ser preenchidos e caso perceba que não se encaixa em algum deles é melhor que não se candidate, pois além de tirar uma possível vaga de outro, fará com que a pessoa que recruta perca seu valioso tempo. 


  • 7. Se você realmente quer aquela vaga de voluntário eu recomendo, APRESENTE-SE PESSOALMENTE. Isso porque o trabalho voluntário é mais de 50% empatia. Falo com respaldo. Minha professora na francisação, a animatrice, trabalhou durante muitos anos como voluntária e recrutando pessoas para o trabalho voluntário e ela me disse que recebia muitos currículos todos os dias mas sempre dava preferência àqueles que se apresentavam pessoalmente no local. A primeira coisa que ela observava era se a pessoa possuía simpatia e disponibilidade, e se tivesse experiência naquilo, melhor ainda.


Existem vários sites de busca de trabalho voluntário onde você pode se cadastrar e enviar o seu currículo. Alguns são bem legais porque dividem por áreas, tipo de atividade e clientes. Para vocês terem idéia em um deles existe mais de 600 atividades bénévoles.  A lista segue logo abaixo.

Ainda no Brasil sempre fui envolvida em trabalhos voluntários, sempre ligados a minha área profissional porque é o universo que domino e amo fazer parte - A arte.

Trabalhei com o teatro, a música, a dança e artes visuais, visitando hospitais, asilos, escolas e igrejas além de ONGs em bairros pobres da minha cidade. Adorava visitar o sertão nordestino e cheguei a me envolver em um projeto pedagógico no sertão da Paraíba. Enfim, desde a minha adolescência gostava do serviço voluntário e amava sentir que levava um pouco de esperança a vida de muita gente. 

Estando há cinco meses no Canadá, já estou no meio segundo trabalho voluntário. 
Trabalhei como voluntária arrumando uma exposição artística numa galeria de artes em Montreal e foi uma experiência fantástica para o meu "vocabulário artístico" e pela oportunidade de conhecer alguns artistas e suas obras pessoalmente.

Hoje trabalho como voluntária numa escola pública em um atelier de artes, tudo o que amo fazer, com crianças entre cinco e sete anos de idade, e garanto a vocês o meu vocabulário enriqueceu muitíssimo, estou conhecendo o meu espaço de trabalho por dentro e todos os detalhes de organização e funcionamento escolar. Aprendendo a lidar com novos materiais e reconhecendo novos "mots" para tudo.

Tem sido um trabalho bem puxado, todos os dias das 9h às 4h da tarde com uma hora de almoço, mas almoçamos com eles no parque e são nesses momentos que trocamos idéias. 
Daí você me pergunta; "Conversando com crianças?" Exatamente isso meu amigo, as crianças aqui são poliglotas, elas não falam só o idioma materno e o francês e/ou inglês, elas reconhecem o idioma do outro coleguinha que por vezes é imigrante e fala espanhol, farsi, russo....meu amigo chego em casa todos os dias com uma baita dor de cabeça e o corpo detonado de cansaço, mas um coração satisfeito por fazer um trabalho que amo e por estar todos os dias aprendendo com eles. Descobri que se eu conseguir entender tudo o que eles falam, entenderei qualquer quebecoise (Rsrsrsrsrs).

Trabalhar com criança é muito gratificante porque elas não te julgam, e quando falo errado ou não sei dizer alguma palavra, elas rapidamente me corrigem sem me julgar ou rir de mim. Amo as crianças!

Trabalho artístico das crianças

Pintura em aquarela

Releituras do livro "Le grand antonio"

Segue pra vocês alguns dos sites para cadastro ou infos sobre trabalhos voluntários, em ordem dos que eu mais gostei:






9 comentários:

Vanessa Regina de Oliveira disse...

Très, très cool... J'ai aimé...

Filipe Moreira disse...

Que legal!! Estar envolvido no que gosta, ajudando e aprendendo, não há opção melhor!
Essa parte do multiculturalismo com certeza é algo surreal, pois em meio a crianças vemos como nós somos pequenos, como o mundo é pequeno e só estamos começando a aprender alguma coisa rs..

Monique Rabello disse...

Olá!!
Fico muito feliz com cada conquista sua!!
Os cursos de graduação ou tecnológicos indicam para um trabalho voluntário, assim como os crusos daqui do Brasil que os professores indicam para um estágio??

Beijão, felicidades!!!
:*

Olá Canadá disse...

Quem tem a oportunidade e condições em dedicar-se a um trabalho voluntário é muito mais legal. Já trabalhei como voluntário por muito tempo na Gol de Letra em SP. No Canadá vou buscar alho. boas dicas!

Diário Canadá Brasil disse...

Monique,
Estágio e trabalho voluntario aqui sao duas coisas diferentes.
O trabalho voluntario vc n recebe nada por isso, já o estágio vc pode ou nao receber e pode ou não estar ligado a uma universidade ou colégio.
Na verdade existe a possibilidade que o governo dá de vc trabalhar como estagiario atraves do Emploi quebec, onde o governo pagará metade do seu salario a empresa como forma de incentivo de contratação de novos imigrantes.

Monique Rabello disse...

Oi! Gostaria de te fazer uma outra pergunta...kk!
Agora que está em um trabalho voluntário em uma escola, pode me informar se nessa escola ou em qualquer outra tem o ensino de língua estrageira, como o espanhol, por exemplo, ou só focam o inglês mesmo?
É que eu terminei a faculdade de Pedagogia agora, eu não acredito que só com essa graduação eu consiga algum trabalho aí. Por isso pensei em fazer outra graduação, no caso Espanhol.
Pode me responder isso por email??

Beijão, obrigada pela ajuda!!

Diário Canadá Brasil disse...

Olá Monique,
Se não se importa vou te responder por aqui mesmo, pq minha caixa de e-mail da com um problema de envio, entao...

Primeiro, as escolas aqui tem o francês e o ingles como linguas principais, mas vc poderá ensinar numa escola francofona ou mesmo anglofona, aqui é possível.
algumas escolas tbm ensinam o espanhol, como lingua segunda mas n vi em escola primaria.
Co relação a sua formação pedagoogia, te garanto q com este curso vc pode sim trabalhar em qualquer escola por aqui, maaaas deverá fazer alguns cursos antes, equivalencia comparativa dos estudos e um teste de TFI, bem, é o q se pede p trabalhar numa escola publica, em escolas privadas n sao tao exigentes, mas o governo começou a dar em cima das escolas particulares.
Quando digo q vc pode trabalhar como pedagoga, eu quero dizer q vc pode começar trabalhando em garderie como service de garde, p conseguir ser mesmo professora é mais exigente, mas completamente possivel.
Ah, sinceramente acho q fazer o curso espanhol não tem muito haver em imigrar p trabalhar no Quebec, se vc me dissesse q estudaria ingles ou frances eu ate q entederia, mas n entendi o pq do espanhol.
Enfim, sucesso p nós!

Leandro Freitas disse...

Olá!
Estou começando a estudar o francês e seria muito legal ter a experiência de passar um mês em Québec. É possível fazer trabalho voluntário em troca de hospedagem? Ja trabalhei com crianças de 3 à 9anos dando aulas de judô em escolas particulares em São Paulo. Gostei da tua experiência de trabalhar com arte numa escola infantil. caso precise de um ajudante fico a disposição.
55 48 9907 9682 whats.

Abraços

Diário Canadá Brasil disse...

Olá Leandro,
Realmente n sei se é possivel, mas ja ouvi falar deste tipo de "troca" de serviço por residencia pelo mundo especialmente na europa mas p aqui realmente eu n sei.
Aqui o trabalho voluntario é tbm encarado como uma experiencia profissional sabe. Tem até carta de recomendação p quem é voluntário.
Mas vale a pena pesquisar.
Bonne chance.

Postar um comentário

Alguns comentários serão respondidos por e-mail.


Linda Québec! E o Hotel Château Frontenac