Vista panorâmica da cidade de Québec

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Avaliação comparativa de estudos. Por que é importante fazer?

Olá Diário,

http://www.immi-canada.com/wp-content/uploads/2014/02/university_Canada.jpgEsta semana completamos nove meses no Canadá e nem sentimos passar o tempo.
Olha, se eu pudesse escrever tudo em detalhes das coisas que temos visto e aprendido tenho certeza que mesmo assim não conseguiria exprimir tamanha emoção e significado pra nós.
Cada experiência vivida aqui é única e especial pra cada um, mas alguns conselhos são importantes e eu gostaria de compartilhar um com vocês, levando em consideração a minha opinião pessoal e alguns casos que temos presenciado de perto.



FAÇA A SUA AVALIAÇÃO COMPARATIVA!
Independente de sua área, mesmo estando em demanda como a de TI, tenha como prioridade a equivalência de diploma.

 

Por que a avaliação comparativa dos estudas é importante?

Ela é importante porque te abrirá mais portas, mais opções de trabalho e estudos.

Aqui algumas empresas, mais particularmente os cargos públicos ou as que prestam serviço ao governo, pedem a sua equivalência comparativa. 

As escolas, os collèges, as universidades, também pedirão a sua equivalência, caso deseje estudar. Portanto, assim que você chegar ao Canadá, caso não tenha feito a tradução de seus documentos com um tradutor juramentado daqui, faça a tradução do(s) seu(s) diploma(s) e seu(s) histórico(s) escolar(es) o mais rápido possível.

Os collèges e as universidades também oferecem este tipo de serviço, mas só servirá para aquela instituição e custa em média 50$. Na minha opinião não é tão interessante, o ideal seria fazer uma única avaliação onde você poderá utilizar em diversas instituições de ensino e/ou empresas. Vale salientar que não estou falando da equivalência de diploma feita pelas universidades, onde eles analisam as ementas do seu curso para um ingresso num curso superior, estou falando da avaliação comparativa dos estudos em relação ao Québec. 
O ministério da imigração fará uma relação entre os estudos feitos no Brasil e seu equivalente no Québec.

Após traduzir seus documentos, preencha o formulário e envie tudo imediatamente para o ministério da imigração para que sejam analisados. Você poderá enviar via correios ou mesmo ir pessoalmente ao local e entregar no guichê de atendimento.

Ao abrirem o seu dossiê eles debitarão o valor de 114$, então é só esperar até dois meses o resultado, conheço pessoas que receberam o resultado em quinze dias, em um mês, mas é certo que não passará de dois meses, prazo máximo dado pelo Ministério.

DICA: Caso você já esteja no Québec e tenha um agente do Emploi Québec, esse valor poderá ser reembolsado. Guarde seu comprovante e solicite o reembolso depois. Caso tenha urgência no resultado da equivalência, você também poderá solicitar uma carta por parte da escola ou empresa que solicitou urgência e enviar junto com o seu dossiê ao ministério da educação.

Um detalhe importante e que gostaria de compartilhar:
Desde julho deste ano o ministério só aceita cópias autenticadas dos documentos escolares, que devem ser feitas no consulado brasileiro. Na verdade o consulado não faz as cópias em si, é você que tem que fazê-las e apresentá-las junto com os originais. O consulado atesta a autenticidade através de um selo fornecido por ele. Cada um custa 7,50$ e será um selo para cada documento, independente de quantas páginas ele tenha (diploma, histórico, especialização...) maaaaaaas este selo também precisa de tradução, VRÁ! Isso mesmo! Depois de traduzir os seus documentos, pagar pelos selos do consulado, você deverá traduzir os selos também, e por que estou afirmando isto? Além de estar escrito nas instruções, conheço um brasileiro que não as observou e recebeu de volta todos os seus documentos com uma nota dizendo que era obrigatório traduzir os selos do consulado, pois também são considerados documentos escritos em português.

Inclusive, abrindo um adendo (...) acredito que existe alguma incoerência da parte do ministério ou das pessoas que analisam estes documentos, pois este mesmo brasileiro que teve os seus documentos recusados é casado com uma pessoa que também enviou no mesmo dia, estando na mesma condição de "selos não traduzidos" e seus documentos foram aceitos, Oi?! Como assim?!
Também conheço outro caso em que uma menina enviou documentos que foram traduzidos por um tradutor brasileiro, junto com cópias que não tinham os selos do consulado e simplesmente foram aceitos, ela pediu apenas as cópias com "certifié conforme". Oi²?! Como assim²?! Bizarro né? As duas enviaram depois de julho tá? Não sei dizer o porquê, mas prefira seguir o que está escrito nas instruções e não correrá o risco de ser recusado, pois contar só com a sorte não dá, né galera?
O que alguns não sabem é que você também pode fazer isto estando ainda no Brasil, mas não esqueça que o tradutor precisa ser reconhecido pelo governo do Canadá, ter lá o carimbo da ordem dos tradutores para ser legível (não é bom arriscar).

Você encontrará a lista de tradutores reconhecidos neste link: http://ottiaq.org/services-au-public-et-aux-entreprises/trouver-un-professionnel/. Pergunte os preços e escolha se quer a tradução em francês ou inglês, pois os valores mudam muito de tradutor para tradutor. Alguns aceitam os documentos scaneados e enviados por e-mail e outros somente originais. Pergunte também se eles fornecem duas cópias das traduções. Vale pesquisar.

tem tudo bem detalhado e fácil de entender, por isso não hesite em fazê-lo.

Você pode pensar que não precisará da avaliação comparativa porque não pretende estudar ou que é da área de TI e por isso é mais fácil entrar no mercado, ou mesmo, que é muito caro e não dará prioridade a isso... enfim, cada caso é um caso e de fato talvez você nem precise um dia, mas pense nisso como uma comprovação oficial do seu grau de escolaridade. O que posso te dizer é que você poderá abrir outras possibilidades se tiver como comprovar seus estudos através da sua equivalência, o que na minha opinião é uma oportunidade a mais de entrar rapidamente no mercado de trabalho ou mesmo estudar.

Caso você realmente precise, já deve ter notado que não é algo rápido. Entre conseguir um tradutor "livre" pra pegar o serviço, receber as traduções, enviar a documentação e receber o resultado do ministério, considere aí uns 3 meses em média. Não é uma coisa que se consegue "pra ontem" e até lá você pode ter perdido algumas oportunidades por não ter como comprovar seu nível de estudo.

Bem, fica a dica pra quem está chegando ou mesmo os que já chegaram e nunca pensaram nessa possibilidade.

Bonne chance!

5 comentários:

allonsycanada disse...

Bom dia, acompanho o blog de vocês desde antes de vcs chegarem em Québec. Só queria fazer um adendo. Pra quem pede a évaluation antes de entrar no Québec, ou seja, ainda do Brasil, vales as traduções juramentadas brasileiras. Está no próprio site do MIDI (http://www.immigration-quebec.gouv.qc.ca/fr/informations/exigences-documentaires.html#traduction) . Eu enviei a minha há cerca de um mês e na semana passada debitaram o valor do serviço no meu cartão de crédito. O que tem me deixado agoniada, é que até agora não recebi nenhuma informação por parte de deles de que meu dossier foi aberto. Como isso funciona aí? Eles mandam alguma carta? E-mail? A gente nem fica sabendo até receber o documento?

Diário Canadá Brasil disse...

Sim, sim, Allonsycanada,
pode ser os tradutores brasileiros mas eles precisam ser juramentados e membros da ordem daqui, além disso as traduções precisam ter cópia certifié conforme.
Se já ditaram no seu cartão significa que eles já abriram seu dossiê e jpa estão analisando. Não se preocupe pq em breve sairá o resultado.
Aqui funciona do mesmo jeito n adianta ligar, eles tem um prazo de 2 meses p analisar, caso passe desse prazo ai sim vc pode entrar em contato.
Relaxa o seu já deve estar próximo.

Diogo qbc disse...

Olá pessoal. Obrigado mais uma vez pela valiosa dica. Recebi meu visto mês passado e estava pensando se compensava ou não fazer a comparação do meu diploma na área de TI. Ainda não sei se de fato irei fazer, mas ter uma visão de quem está ai com certeza me faz pensar novamente se devo investir nisso. Vocês chegaram a fazer a comparação? Aqui no Brasil ou ai no Canadá? Sentiram as vantagens de ter a comparação em mãos em caso de iniciar estudos ou um trabalho?
Obrigado de novo pelas dicas. O blog de vocês é fantástico!!!

Anônimo disse...

Feliz de ver um novo post seu. Teve um tempo que eu olhava todo dia e... nenhuma notícia. Ficava triste. rsrsrs... Obrigada por compartilhar sua experiência! Merci! (Keila)

Diário Canadá Brasil disse...

Olá Diogo,
Olha mesmo sendo de TI eu recomendo sim a equivalencia de diploma
como eu disse acima no post, trará vantagens p vc na busca por emprego especialmente em repartições públicas.

Postar um comentário

Alguns comentários serão respondidos por e-mail.


Linda Québec! E o Hotel Château Frontenac