Vista panorâmica da cidade de Québec

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Relato: "10 anos de Canadá"

Segue abaixo o relato de Rodrigo Araújo que mora em Ottawa, Canadá, desde Janeiro de 2002. 

10 anos de Canadá.
Postado em 27 fevereiro 2012. Autor(a): Rodrigo Araújo

"Desde que aceitei o desafio de escrever para o Canadá.sairdobrasil tento adotar um estilo neutro em meus artigos. Nunca fui o personagem principal nas matérias publicadas. Evito ao máximo levar a minha impressão pessoal ou expor minhas opiniões e sempre obtive exemplos concretos como base, assim como dados de pesquisas ou algum tipo de referencia.

Entretanto, seguindo vários pedidos de amigos próximos, decidi fazer uma matéria onde eu fosse o protagonista e passar um pouco da minha experiência. Afinal de contas, no último dia 25 de janeiro, completaram 10 anos que estou no Canadá.

Bom, definitivamente o inverno canadense não foi o motivo da minha escolha. De fato o Canadá foi uma alternativa de sair do Brasil. Muita coisa mudou para melhor no nosso país, mas outras muitas continuam do mesmo jeito ou até piores. Hoje o Brasil é respeitado no exterior, tem uma boa política internacional, passou a ser credor ao invés de devedor e a economia está num bom caminho. Porém, tanto na atualidade como há 10 anos, o país sofre com uma péssima distribuição de renda, não há leis sérias e a violência impera em todos os aspectos da sociedade, além da corrupção em altíssima escala. 
Portanto, os motivos que fizeram eu sair do Brasil não foram tão diferentes das outras pessoas, entre eles, obter melhores oportunidades de trabalho, ter qualidade de vida, ser respeitado como cidadão e viver numa sociedade ajustada, além de escapar da violência e do constante sentimento de insegurança.

Uma das primeiras coisas que aprendi nesta jornada é que não existe o paraíso. Eu achava que o encontraria no Canadá, pois era o que quase todos os textos, artigos e matérias focavam. Diferentemente do Brasil, o Canadá faz uma excelente propaganda de si no exterior. O que se encontra são praticamente coisas boas e que tudo vai ser fácil. Porém, a realidade se mostra o contrário. Outra coisa que percebi foi que o Brasil não é o inferno na Terra, como eu imaginava. Conheci aqui muita gente que não teve escolha: ou saia do país ou morria. Para se ter uma idéia, o Canadá recebe cerca de 10 a 12 mil refugiados por ano. Isso significa que o país absorve 1 a cada 10 refugiados no mundo.

Uma coisa extremamente importante na adaptação de qualquer pessoa ao novo país é tentar evitar a comparação. Nenhum lugar é igual ao outro e cada um possui a sua própria identidade. Diferenças entre países são comparáveis às diferenças das próprias pessoas: cada um tem a sua personalidade, qualidade, defeito, cultura e religião, entre muitas outras coisas.

O Canadá, por exemplo, é fascinado pelo hóquei no gelo, enquanto o rúgbi é idolatrado na Nova Zelândia e o críquete é a preferência na Índia. Então eu sempre digo aos novos imigrantes que o Canadá não é melhor que o Brasil ou vice-versa, mas que cada um tem sua particularidade e que somente a experiência de vida de cada um vai dizer que um é melhor do que o outro. No atual momento o Canadá é melhor pra mim e para a minha família, mas certamente o Brasil é melhor para outras muitas pessoas que não tem a menor vontade de morar fora, imigrar ou deixar a sua pátria.

Como já mencionei em outros artigos, o Canadá não é para todos e a adaptação pode ser muito difícil se a pessoa ou a família não estiver preparada. Eu sempre sugiro a quem esteja interessado que procure se informar bastante antes de tomar uma decisão, pois uma possível decepção pode ser expressiva. Ler os sites do governo, entrar em blogs e sites direcionados a imigrantes, além de fazer contato com quem já está aqui podem ser boas iniciativas para a pessoa colecionar informações antes da conclusão final.

Hoje em dia há inúmeros blogs e sites como o Canadá.sairdobrasil. O que existia há 10 anos era um fórum, pelo Yahoo, com 300 membros onde trocávamos informações sobre processo de imigração, vida de estudante e dicas gerais sobre cultura, diferenças e o que trazer, entre outras.

Mas o que pode dar errado? Leia mais aqui.

4 comentários:

Doug Ramsey disse...

Nada como alguém que já passou da fase da euforia para dar uma opinião lúcida.

Bom texto!

Doug
http://jornadaparaonorte.blogspot.com

Serena disse...

Texto realista e bem escrito. Me agrada. Um abraço, S.

Anônimo disse...

Eu tenho quase 8 anos e voce falou muito, mas faltou coisa ai...As amizades...que chegam e somem, mas a realidade eh ficar sozinho e/ou com conhecidos superficiais. Ainda nao tenho certeza da causa, mas todos brasileiros que conheco sao assim, ou fingem que tem amigos, co-workers e vizinhos fieis. Fingem..pque todos nos temos, mas dificil sera aquele amigo, sao conhecidos. Conheci 4 familias que foram embora nesta ordem (Brasil, USA, Espanha e Londres) por este motivo ou outros, sendo $ o maior aliado e a convivencia com primos, amigos, turmas de faculdade ou a prima da tia que mora na casa da praia e tem filhos amigos dos meus filhos. Um amigo estava bem de salario aqui mas diz que o chefe falava "Urdu" e suas festas eram regadas a pessoas que falavam esta lingua. Urdu eh falado no Paquistao. Os colegas eram chineses ou Indo Canadians, que sao indianos nascidos aqui, mas eles todos mantem suas origens. E a pessoa pode se sentir um ET, por mais easy going ou open mind que possa ser. Depos da novidade inicial, fica a mesmice diaria. Tem gente que nao da a minima, mas outros acham que estao perdendo tempo e criando filhos sem amigos iguais a eles. Simples.

Diário Canadá Brasil disse...

Ooooo Anônimo,
Vejo que vc não leu direito o post, O RELATO NÃO É MEU!

EU PUBLIQUEI, MAS O RELATO E A EXPERIÊNCIA É DE UMA OUTRA PESSOA, QUE INCLUSIVE COLOQUEI A FONTE ORIGINAL.
EU SEQUER CHEGUEI NO CANADÁ, KKKKKKKKKK

ACHO MUITA GRAÇA NESTAS PESSOAS QUE NÃO SABEM LER OU SÃO ANALFABETOS FUNCIONAIS E AINDA NOS CULPAM POR ISSO.
PUBLIQUEI O SEU COMENTÁRIO PQ AQUI RESPEITO A OPINIÃO DE TODOS, AO CONTRÁRIO DE VC NÉ.

DE TODA FORMA, VALEU O SEU COMENTÁRIO, MESMO Q NÃO ESCRITO PARA MIM, KKKKKKKKK

DA PRÓXIMA VEZ LEIA COM MAIS ATENÇÃO,

OBRIGADA E VOLTE SEMPRE!

Postar um comentário

Alguns comentários serão respondidos por e-mail.


Linda Québec! E o Hotel Château Frontenac